Procurar
 Destaques 
  - CUBAS 
  - GRANITOS 
  - MÁRMORES 
  - SILESTONE 
  -ACABAMENTOS NAS BORDAS 
  -ACABAMENTOS NAS SUPERFICIES 
 -CUBAS DE GRANITO 
 -FOTOS 
 Adornos 
 Balcões 
 Banheiras 
 Colunas 
 Escadas 
 Lareiras 
 Lavatórios 
 Mesas 
 Pias 
 Pisos 
 Requadrações 
 -VÁRIAS DICAS 
 CURIOSIDADES 
 MARMORARIA( MÁRMORES E GRANITOS) 
 P/DECORAR O LUGAR 
 PARA TODA A OBRA - 
 PEDRAS & PEDRA 
 FALE CONOSCO 
 FERIAS COLETIVAS 
 FOTOS 
 MARMORARIA AEROGRAMAR (MARMORARIAS EM SÃO PAULO) 
 PROFISSIONAIS (Engenheiros/Arquitetos ..) 
 QUEM SOMOS ? 
 A NOSSA HISTÓRIA 
 A ÁGUIA 
 CLIENTES 
 OBRAS 
 SOBRETUDO DEUS 
 SITES E OUTROS QUE INDICAMOS 
 Orçamento 
MARMORARIA AEROGRAMAR :Marmorarias, marmoraria, marmores e granitos, mármores e granitos , marmoraria em são paulo, marmorarias em são paulo,marmore e granito,marmore e granitos, marmores e granitos, marmoraria em sao paulo, marmorarias em sao paulo, Marmoraria Aerogramar . Procurou mármores e granitos , encontrou . Aerogramar a sua marmoraria . Temos : Pia, Lavatorio, Soleira, Pedra, Lareira, Granito, Marmore e Granito, Marmoraria, Marmorarias, Marmoraria em São Paulo, Cubas, Mesas, Pia, Travertino, Construção, Silestone,Mármores,marmores, Granitos,granitos, nacionais,Marmoraria, Kobayashi JR, importados, Pias,pia, lavatórios,lavatorios, pisos,piso, escadas, fachadas,Pia, Lavatorio, Soleira, Pedra,pedras, Lareira, Granito, Marmore e Granito, Marmoraria,marmoraria, marmoraria, marmorarias, Marmorarias,MARMORARIA AEROGRAMAR:Marmoraria,italia & Espanha,Marmoraria em São Paulo,Mármores e Granitos,Marmorarias,marmoraria, italia & Espanha ,marmores e granitos, marmore e granitos , marmores e granito, piso,pedra,marmore e granito,silestone, lareira,marmoraria paulistana , Pias, lavatórios, pisos, escadas, fachadas,Pia, Lavatorio, Soleira, Pedra, Lareira, Granito, Marmore e Granito, Marmoraria, Marmorarias, Marmoraria em São Paulo, Cubas, Mesas, Pia, Travertino,romano, Construção, Marmoraria em São Paulo, Cubas, Mesas, Pia, Travertino, Construção, Silestone, silestone, silestone, marmores da Italia & Espanha, lareira,Marmoraria em São Paulo,pedra, Mármores, Granitos, Silestone, Limestone, Caesar Stone, Marmoglass, Marmol Compac, Quarella. Silestone, Branco zeus, Blanco Zeus, Dune, Norte, Mont Blanc, Azul stellar, Eros stellar, Rojo, Amarillo, Capri, Negro Stellar, Anúbis, azul marina, cielo, naranja fuego, marina stellar, amarillo gea, Minerva, verde agua, perla Diana, gris expo, celeste, arena, Limestone, Golden Oásis Bruto, Caliza Marbela, Capri, Bateig Diamante, Bateig Azul, Caesar Stone, CaesarStone, Azul Safira, Branco Blizzard, Crema Deserto, Crema Absoluto, Preto Estrela, Branco Gelo Marmoglass, Marmo glass, Marmogless, Marmo gless, Mármore s, Nacionais e Importados, Branco Carrara, Crema Marfil, Valência, Travertino, Bege Bahia, Moura, especial, Pighês, Sivec, Thassos, Grego, Paraná, marrom Imperial, Imperador, Calacata, Botticino, Giallo Reale, Rosso Verona, Alicante, Golden Spider, Nero Portoro, Marquina, Breccia Oniciata, Perlino bianco, Granito Nacional, Preto São Grabriel, Absoluto, Diamante Negro, Cinza andorinha, Prata, Juparaná Clássico, Corumbá, Ocre Itabira, Amarelo Icaraí, Ornamental, Amêndoa Capri, Blue Star, Preto Absoluto, Sony Black, Marrom São Paulo, Castor, Diamante Negro, Preto Basalto, Branco Polar, nepal, Dallas, marfim, genérico, París, fortaleza, quartzo, Saara, Piracema, Dallas, Itaúnas, Acqualux, Az de Paus, Preto indiano, Siena, Café Imperial, Bahia, Verde Ubatuba, candeias, Vermelho Brasília, Azul Bahia, Norueguês, Santa Cecília, arabesco, Amazon Flower, Bege Ipanema, Rosa Iracema, Marmoraria, Marmoaria, Marmorista, Graniteiro, Granitaria, Pórfido, Aglostone, Vulcano, VulcanoStone, Anticatto s, Anticato s, Mármore envelhecido, Escadas, Pia de Cozinha e Lavatório de Banheiro, Soleiras, Paredes, Lambril, fachadas, Colunas, mesas, bancadas,lareira s, Cuba s de Pedra s, Adorno s, enfeite s, placa s para túmulo s, letra s, arte s em pedra s, apicoamento, flameamento, Jateamento, Jato de Areia, peças decorativas, Cubas, mictórios, pias, Franke, Tramontina, Strak,strake Tecnocuba, Deca, Icasa, Cubas Inox e Louça, . . USUARIOS ON-LINE
 -VÁRIAS DICAS >> PARA TODA A OBRA - >>
 Detalhe: DICAS GERAIS - VÁRIAS
DICAS GERAIS - VÁRIAS  
a) Dispense a pintura, usando tijolo aparente
É possível usar tijolos aparentes por dentro e por fora da casa. Geram economia não só porque dispensam reboco, massa e pintura, mas também pela praticidade da manutenção. Pintura, por exemplo, suja com facilidade e descasca com o tempo. O tijolo aparente na área externa, para poder desempenhar adequadamente sua função como revestimento e também para garantir sua impermeabilidade, deve receber uma proteção com verniz incolor ou silicone. Com isso o material será mais resistente, inclusive à sujeira provocada pela chuva, garantindo maior impermeabilidade à parede.

b) Compre os vaso sanitário certo
O custo de água dos vasos sanitários pode significar cerca de 30% do gasto mensal em uma casa. Na hora de comprar, dê preferência aos que têm caixa d’água acoplada - esse modelo evita o desperdício. Ele permite a regulagem da vazão de água de modo a ficar compatível com a necessidade da bacia (quanto ela precisa de água para ser lavada).

c) Blocos de concreto celular
Barateie a obra com blocos de concreto celular
Concreto celular autoclavado é um produto constituído de cal, cimento, areia, água e pó de alumínio (um agente expansor que funciona como fermento, fazendo a argamassa crescer e ficar cheia de células de ar, tornando-a leve). Cortado em blocos ou painéis, esse material possui alta resistência ao fogo, além de ter ótimo desempenho termoacústico.
Outra vantagem do concreto celular autoclavado é a economia. Apesar do valor unitário ser mais alto que os blocos de outros materiais (concreto ou cerâmicos), o preço final da obra pode ser mais baixo. Explicação: por serem mais leves e terem grandes dimensões, sua colocação é mais rápida e permite economia na mão-de-obra. Além disso, o material dispensa certas etapas de revestimento, bastando aplicar argamassa e pintar ou, então, colar os azulejos com argamassa flexível diretamente sobre as paredes.
Atenção: por ser leve, o produto é indicado principalmente para estruturas que não devem sofrer sobrecargas.

d)Lofts: uma alternativa econômica
Eliminar as paredes internas, inspirando-se no estilo dos lofts norte-americanos, pode ser uma opção para economizar em uma obra. É comum nesse estilo criar mezaninos, aumentar a altura do pé-direito (medida do piso ao teto) e integrar todos os ambientes. Entretanto, é recomendável a contratação de um arquiteto para desenvolver um projeto adequado. Verifique, também, se esse estilo combina com seu modo de vida. Pessoas mais reservadas, por exemplo, costumam não gostar muito dessa integração de ambientes.

e) Sala econômica
Os gastos de uma obra podem ser reduzidos quando se dispensa a colocação do forro na sala. Quanto maior o ambiente, maior será a economia gerada. Segundo especialistas, o recurso não compromete a aparência do cômodo. E, para contornar o problema do aquecimento do ambiente por conta da falta de forro, pode-se aumentar a ventilação da sala, optando por janelas maiores, por exemplo. É uma solução muito usada em casas de campo e praia.

f)Forros de madeira
No mercado, há várias opções mais baratas de madeira para forro. A mais em conta é o pinus. Entretanto, alguns profissionais vêem esse material com ressalvas: possui muito nó, resseca e trinca com facilidade. Outras alternativas são o cedrinho e o pinho, mais duráveis e, ao mesmo tempo, econômicos.

g)Cuidados ao comprar tijolos usados
Antes de comprar tijolos usados, verifique se todos vieram de uma mesma obra e se têm tamanho uniforme. Caso contrário, em vez de economizar, você acabará desperdiçando material.

h)Parede de um ou meio tijolo?
Embora desconhecidas por leigos, essas expressões são comuns em conversas entre arquitetos, engenheiros ou pedreiros. Numa linguagem mais acessível, elas traduzem a espessura da alvenaria das construções. A parede de “um tijolo” tem o dobro da largura da de "meio", independentemente do modelo e do tamanho das peças. Mas, além da largura, a diferença entre os dois tipos está na aplicação que cada um deles tem nos projetos de arquitetura.
Paredes de “meio tijolo” são mais recomendadas para a alvenaria interna da casa. Já as de “um tijolo”, devem ser, preferencialmente, projetadas para as paredes externas. Mas não existem regras construtivas rígidas - tudo depende do projeto e das escolhas feitas pelo cliente e pelo profissional responsável pela obra.
A importância de um bom balanceamento entre as paredes de “meio” e de “um tijolo” de uma construção tem várias implicações: aliviar as fundações, economizar material e mão-de-obra, além de garantir o conforto térmico e acústico da casa.

i)Esquadrias de ferro: calcule a longo prazo
A alternativa mais barata em esquadrias é a opção pelo ferro. Se modelos semelhantes de portas e janelas de diferentes materiais (madeira, alumínio, ferro, pvc) forem comparados, os de ferro despontam com a vantagem do preço mais baixo. Mas é bom lembrar que embora o investimento inicial seja menor, os gastos, a longo prazo, são maiores.
Em esquadrias de ferro, é preciso fazer manutenções preventivas constantes para evitar o aparecimento da ferrugem - reação química que pode comprometer a durabilidade do metal. Por isso, aconselha-se a pesar os custos de manutenção antes de efetuar a compra. Mas os fabricantes das esquadrias de ferro garantem que, com os devidos cuidados, suas janelas e portas podem durar tanto quanto quaisquer outras. E lembre-se: evite a instalação das esquadrias de ferro em cidades litorâneas.

j)Como cobra o pedreiro?
Por diária ou empreitada, o preço a ser pago pelo serviço de um pedreiro depende do acordo entre o cliente e o profissional. Se o combinado for a cobrança por dia de trabalho, o proprietário da obra não tem controle sobre o quanto vai gastar com a mão-de-obra até o final da construção ou reforma. Entretanto, esse tipo de acordo costuma ser vantajoso para pequenas reformas ou serviços rápidos.
Já para obras que levam meses ou até anos para serem finalizadas, o pagamento por dia de trabalho não é recomendado. Nesses casos, o preço dos serviços prestados deves ser cobrados por empreitada, ou seja, cada etapa da obra ou todas as etapas somadas em conjunto passam a ter um valor pré-determinado. Desta forma, o valor a ser pago não ultrapassa o que foi combinado e estabelecido em contrato - o que garante segurança e planejamento dos gastos.

k)Peças cerâmicas? Avalie suas dimensões
Você sabia que o preço do assentamento cerâmico muda conforme o tamanho das peças? Pois fique sabendo que quanto maior a dimensão do piso ou azulejo, mais ágil será a sua colocação – economizando tempo de assentamento e barateando a mão-de-obra. Por isso, antes de optar por esse tipo de revestimento, avalie o custo final do metro quadrado colocado, de acordo com a dimensão das peças.

l)Aplique seladora antes do verniz
Encontrada em depósitos de material de construção e homecenters, a seladora reduz o consumo e uniformiza a absorção do verniz, gerando economia e melhor acabamento. Contudo, seu uso só é indicado em madeiras que nunca foram envernizadas, nem tratadas com cupinicidas, resinas ou óleo de linhaça. Além disso, a seladora para madeira só pode ser usada em móveis e peças que não entrem em contato com água ou umidade. Nesse caso, o procedimento correto é diluir o produto em thinner com laca para nitrocelulose (em proporções iguais) e, antes de usar o verniz, aplicar uma demão da mistura sobre a madeira.
Para obter o mesmo resultado em madeiras expostas ao tempo, siga outra receita: na primeira demão, misture verniz e aguarrás em proporção idêntica. Aguarde 12 horas para a secagem e, em seguida, passe mais uma ou duas demãos de verniz diluído na proporção de 30 a 50% de aguarrás.

M) Elimine o forro e economize madeira
Na hora de encomendar ao marceneiro um guarda-roupa ou outro tipo de armário, peça um orçamento que não inclua forro. O fato de eliminar a madeira nos fundos do armário (em contato com a parede), pode aliviar, e muito, o seu bolso. E o melhor: sem diminuir a qualidade do produto, já que a própria parede cumpre a função de fundo e dispensa qualquer revestimento.

n))Quando for comprar mármore ou granito...
Assegure material para futuros recortes ou reposições: compre sempre 10% a mais da quantidade necessária. E se a colocação do mármore ou granito prevê assentamento na diagonal, vale acrescentar cerca de 20% a 30%.

O)Controle o consumo de materiais na obra
Durante a construção ou a reforma da casa, faça periodicamente uma comparação entre o que está sendo consumido de material e o que foi previsto no orçamento de cada etapa da obra. Um gasto a mais aqui ou ali pode acabar virando uma bola de neve.

P)Compre somente o necessário
Os materiais de construção devem ser comprados conforme a fase e a necessidade da obra. Sua longa permanência no canteiro pode resultar em perda e quebras, além de prejudicar o trabalho e a circulação dos operários

Q)Evite gastos desnecessários
Não troque pisos, azulejos e outros revestimentos sem antes checar o estado das instalações elétricas e hidráulicas. Vazamentos e infiltrações podem danificar o novo revestimento e, portanto, exigir novas reformas e despesas

R)Controle o uso de equipamentos
Se você estiver construindo e precisar fornecer ferramentas para a obra, fique atento ao manuseio do seu equipamento. A falta de fiscalização pode acabar em prejuízos. Para evitar isso o melhor a fazer é organizar um almoxarifado para garantir o armazenamento e o controle do uso desses materiais. Se necessário, tenha uma ficha de entrada e saída para cada item.

S)Opte por telhados simples
Telhados com muitos recortes ou mansardas representam aumento considerável no custo final da obra. Eles exigem mais madeira para sua estrutura, maior número de telhas e também mais gastos de mão-de-obra - isso sem contar que desperdiçam material em função dos cortes da madeira e das telhas. Só para se ter uma idéia, um telhado com apenas um caimento sai 20% mais barato que um de desenho irregular.

T)Economize nas instalações hidráulicas
Na hora de planejar a casa é sempre bom prever banheiros e cozinhas próximos uns dos outros. Isso determina menor percurso da tubulação hidráulica, e conseqüentemente, menos gastos com encanamentos e mão-de-obra. Outro fator que barateia a construção: não exagerar na quantidade de banheiros.

U)Explore materiais e mão-de-obra locais
Optar por sistemas construtivos que se adaptem aos materiais e à mão-de-obra da região, além de agilizar a obra, resulta em custos menores. Isso acontece por que dimiui a possibilidade de prazos de entrega demorados, o custo de frete é eliminado e também não há a necessidade de deslocamento de técnicos ou mão-de-obra especializada.

V)Contratação por dia de trabalho
A mão-de-obra para reformas pode ser cobrada por m², por dia de trabalho ou ainda por preço de serviço prestado, estabelecido conforme as condições da obra. A opção por dia de trabalho se refere a um tipo de contratação onde o profissional não cobrará o serviço em específico, mas sim o tempo que levará para executá-lo. Esse sistema costuma ser vantajoso em casos de simples reparos feitos no local ou em obras de pequeno porte.

X)Cimento: armazene corretamente
O cimento estraga e empedra se mantido em contato com a umidade. Para não perder material e dinheiro o melhor é guardá-lo na embalagem original, empilhado sobre estrado de madeira, em local fechado e seco. As pilhas devem ser de, no máximo, 10 sacos. Já o tempo de estocagem não pode ultrapassar três meses.

Z) Prefira medidas padronizadas
Janelas e portas feitas sob medida são sempre mais caras que as em tamanho padrão. Um caminho mais econômico é prever no projeto arquitetônico vãos compatíveis com as medidas das esquadrias existentes no mercado. Além disso, é importante observar as opções de materiais: ferro, madeira, alumínio e PVC. As que implicam em menor investimento inicial são as de ferro. Porém, fique atento: elas exigem manutenção periódica.

Z1) Evite desperdícios, planeje sua obra
Gastos excessivos por falta de planejamento são comuns em reformas ou construções. Para evitar surpresas desagradáveis no decorre da obra, faça um cronograma com os prazos e custos estimados para cada um das etapas. O melhor é contratar um arquiteto e seguir sua programação à risca.

Z2)Quanto custa cada fase da construção?
Instalações elétrica e hidráulica representam de 12% a 17% do custo final da obra. Telhado e impermeabilização giram em torno de 8% a 12%; enquanto estrutura e alvenarias, de 15% a 25%. Menos representativas, as etapas que envolvem alicerces, fundações e projetos saem entre 3% e 12% do valor total da construção. Já os acabamentos chegam a significar 25% a 33% de todos os gastos.

Z3)Telhas que rendem mais
Na hora de construir o telhado da sua casa, prefira telhas francesas e romanas. Elas rendem muito mais do que, por exemplo, as paulistas. Para você ter uma idéia, enquanto as últimas exigem 26 peças para compor cada metro quadrado de telhado, as duas primeiras cobrem a mesma metragem com apenas 16 unidades. Além de qualidade compatível, as francesas e as romanas ainda têm a vantagem de necessitar de menos tempo para serem

Z4)Alternativa para economizar água
Sabe aquelas torneiras que abrem e fecham conforme a aproximação ou afastamento das mãos? Embora sejam um pouco mais caras que as convencionais, elas chegam a economizar até 40% de água.
Z5)Projeto alterado, preço também
A estimativa de custos da obra é baseada no projeto, previamente definido pelo profissional e aprovado por você. Portanto, lembre-se: caso resolva alterar as especificações no decorrer da reforma ou construção, seu preço final também sofrerá alterações.

Z6)Lâmpadas econômicas
As fluorescentes compactas e as halógenas, embora sejam mais caras que as lâmpadas incandescentes, têm vida útil mais longa e ainda contribuem para a diminuição no consumo de energia.

Z7)Economize em tijolos
Optar por tijolos baianos (de oito furos) em vez dos convencionais (maciços) é uma boa alternativa para diminuir os custos da construção. Apesar de mais caros, os tijolos baianos rendem, em média, quatro vezes mais que os comuns. E, por serem maiores, reduzem também os gastos com cimento.
Z8)Avalie preço e qualidade
Fique atento às promoções oferecidas nas lojas de materiais de construção. Em alguns casos, apenas os produtos fora de linha ou danificados são vendidos abaixo do preço. Por isso, antes de comprar, é bom avaliar a relação custo-benefício.

Z9)Gesso no lugar do reboco
Uma maneira de economizar no acabamento das paredes é substituir o reboco (chapisco, massa grossa, fina e corrida) pela aplicação de gesso sobre massa desempenada (um pouco mais encorpada que a fina). Além de reduzir mão-de-obra, material, tempo de execução e, conseqüentemente, cerca de 35% dos gastos, a opção ainda garante uma superfície adequada para a pintura.


FONTE DE PESQUISA : TECTO


 Voltar  
 

Aerogramar Mármores e Granitos
Av. Eng. Armando de Arruda Pereira, 2445 Jabaquara, São Paulo - SP - CEP: 04309-011
Fone: (11) 5588-3286 (11) 5588-0421
Email: aerogramar@aerogramar.com.br Site: www.aerogramar.com.br


Site modificado por Aerogramar